Super Dicas Sobre Banho nos Albergues do Caminho de Santiago8 min read

O banho nos albergues do Caminho de Santiago é algo que preocupa muitos futuros peregrinos, principalmente os que não estão acostumados a tomar banho em banheiros compartilhados. Alguns até acham que este é o maior dos problemas ao peregrinar, pois tem um certo pavor de usar a mesma ducha que vários desconhecidos acabaram de usar. E isto é algo muito comum, principalmente entre os brasileiros. Há quem não encare como problema, mas o fato de não saber como será a experiência, o que deve ou não fazer, já o deixa apreensivo. Pensando nisso, resolvi escrever este artigo com algumas dicas para tranquilizar quem sente-se um pouco aflito ao pensar sobre este assunto.

A melhor hora para o seu banho

Depois de uma longa (longuíssima) caminhada, o banho vai ajudá-lo a relaxar. Você vai sentir-se bem melhor, revigorado. Acredite, o banho logo após a caminhada faz toda a diferença.  Esta é uma dica importante: não deixe para depois! Você vai ver como você se sentirá renovado, com forças para dar uma voltinha nos arredores do albergue.

Outra dica importante: não recomendo tomar um banho pela manhã, antes de caminhar. Isso deixará a pele do seu pé mais suscetível a bolhas. Não digo que tomando banho pela manhã você vai necessariamente ter bolhas, mas aumenta e muito a possibilidade de tê-las. Se você acha que vale a pena arriscar, boa sorte! Ah, e muitos albergues não tem água quente pela manhã… aliás, não lembro de algum que tivesse, pois em geral desligam o aquecedor por motivo de economia.

Mas vamos ao principal!

As Dicas sobre banho nos albergues do Caminho de Santiago

  1. Primeiramente, esteja atento, sempre leve com você tudo que for de valor. Existem pessoas que se fazem passar por peregrinos para roubá-los nos albergues. Não é algo comum, mas acontece. Portanto, leve principalmente passaporte, dinheiro e cartões. Celular e máquina fotográfica, se puder, leve também!
  2. Saco estanque - banho nos albergues do Caminho de Santiago

    Este é o saco estanque que uso (da Sea to Summit). Boa qualidade e muito, muito leve. O preço porém talvez não seja muito agradável.

    Em grande parte dos albergues não há onde pendurar a sua toalha e a sua roupa. E muitas vezes quando há, fica em lugar não protegido da água. Recomendo que leve então dois sacos estanques (sacos impermeáveis). Em um deles você pode colocar a roupa seca, os objetos de valor e a toalha. Em outro pode colocar a roupa suja. Desta forma você poupa tempo no banho.
    Como sacos estanques são caros (ou pesados – depende da marca), tem gente que prefere usar sacolas de mercado. É uma alternativa, apesar de serem bem frágeis e talvez não protegerem tanto assim.

  3. Para colocar as coisas nos sacos estanques (ou sacolas) cada um tem um método. Eu sempre fiz de um modo que deu certo para mim:
    no saco das roupas limpas eu coloco primeiro os objetos de valor (serão os últimos a sair do saco e ficam mais protegidos), depois a roupa na ordem inversa que vou vestir (roupa íntima por último, claro) e finalmente a toalha por cima. É um pequeno detalhe que ajuda muito na hora do banho.

    gancho ovos de páscoa podem ser usados para pendurar suas coisas no banho, nos albergues do Caminho de Santiago

    Gancho de pendurar ovo de páscoa nos mercados. Ótimo para pendurar suas coisas no banheiro!

  4. Como nem todo albergue tem um suporte no qual você possa pendurar os sacos ou as sacolas plásticas, recomendo levar algum tipo de gancho para pendurar na porta. Pode ser gancho daqueles usados em cortinas de banheiro, que são feitos de um plástico leve, ou algo parecido com isso.
    Eu sempre levo ganchos daqueles usados para pendurar ovos de Páscoa no mercado. Como sempre fui perto da Páscoa, foi mais fácil achar.
  5. Nas primeiras vezes levei um par de sandálias havaianas para não pisar diretamente no chão durante o banho, aquela história do “vai que pega algo”. Depois pensei: “uso as havaianas para não pisar na água “suja”…   mas a água do chuveiro bate no chão, e joga a água suja no meu pé…  e ainda vou ter que sair com a sandália molhada”. Resolvi viver a vida perigosamente, e comecei a deixar as sandálias do lado de fora. Assim, quando eu saia não molhava todo o chão por onde passava com o calçado molhado.
  6. Por falta de opção, uma vez precisei comprar sabonete líquido ao invés do sabonete em barra. Foi então que descobri que para mim foi bem melhor. Simples, prático e pode ser usado também para lavar roupas.
    Para levar o sabonete líquido ou xampu você pode comprar potinhos de plástico em lojas de embalagens. Mas leve potes pequenos, com o suficiente para no máximo uma semana. Sempre que o sabonete acabar, você compra mais e repõe. Se você encontrar o sabonete somente em embalagens grandes, pode juntar-se com outros peregrinos para dividir, pode doar (ótima forma de fazer amigos!) ou mesmo deixar no albergue para quem precisar (lembre-se de avisar o hospitaleiro para ele não pensar que você esqueceu o sabonete).
    Eu sempre procuro os sabonetes dois em um, que podem ser usados também como xampu. Assim carrego apenas um recipiente. Mas isso é uma decisão pessoal.
  7. Nos albergues é comum não ter lugar para pendurar suas coisas enquanto toma banho.

    Nos albergues é comum não ter lugar para pendurar suas coisas enquanto toma banho (foto do Albergue de Pereje).

    O banho depois da caminhada é muito bom, ainda mais se for quentinho. Este é um dos motivos que me fazem acreditar que é sempre bom lembrar: banho rápido! Muito rápido!
    Além de ter outros peregrinos esperando, em alguns albergues o reservatório de água quente é pequeno. Não faça os outros tomarem banho frio, lembre-se que poderia ser você na fila do banho.

  8. Em alguns lugares (a maioria, acredito) a torneira é daquelas acionadas por pressão. Ou seja, você aperta e sai água por um tempo (alguns segundos). Vai precisar apertar o botão de tempo em tempo… Isto é chato mas não chega a ser um problema. Mas esteja preparado psicologicamente! rs
  9. Sim, pode acontecer de só ter banho frio. Principalmente se você for um dos últimos a chegar no albergue. Apesar de não ser algo comum de acontecer, pode acontecer. O jeito neste caso é tomar um banho mais rápido ainda!
  10. A toalha: eu sempre levo daquelas super absorventes que tem em loja de produtos de montanhismo. Também são conhecidas como toalhas esportivas. Mas já ouvi falar de gente que levou uma fralda, que é leve e seca rapidamente no varal.
    Não convém levar uma toalha super grande, escolha uma pequena, mais ou menos do tamanho de uma toalha de rosto. cerca de 80cm de comprimento já está ótimo.

    Toalhas super absorventes são excelentes para levar no Caminho de Santiago

    Toalhas super absorventes são excelentes para o Caminho de Santiago. Mas cuidado com o tamanho, leve uma pequena!

  11. Para secar a toalha depois do banho, pode usar o varal do albergue, quando houver. Ou pode improvisar algo, como pendurar na escada do beliche (se você que estiver dormindo em cima e se não for perturbar o outro peregrino que dorme no mesmo beliche). Até a manhã seguinte estará seca ou quase seca, provavelmente. Leia o poste sobre como lavar roupa no albergue, lá tem dicas sobre secar roupa.
  12. Não, mulheres, nada de levar secador. Sei que adoram, que não ficam sem, e blablablá… mas você não estará em uma viagem de turismo. Estará em uma peregrinação. Esqueça o secador, não é importante lá. Importante é você poder caminhar bem, com pouco peso e ter o mínimo de lesões.
    Apesar disso, é bom que saibam que tem albergue que disponibiliza secador mediante pedido. Se realmente “precisar”, não custa perguntar. Já vi também albergue que tem secador no banheiro, que funciona com moedinha. O albergue Cofradia del Santo, em Santo Domingo de la Calzada, por exemplo, tem. Mas é melhor não contar com isso, pois é algo incomum.
  13. Algo que às vezes incomoda (nada grave!) são os respingos que podem vir por baixo, quando o banheiro tem duchas separadas por divisórias que não vão até o chão. Você seca o pé, aí vem respingo da ducha ao lado. Este é um dos motivos pelo qual prefiro deixar o calçado do lado de fora do espaço da ducha, e só seco o pé quando estou para calçá-lo.
  14. Como em tudo no Caminho de Santiago, pensar nos outros é primordial. Portanto, não deixe uma bagunça no banheiro. Alguns albergues deixam um rodo para você secar o banheiro assim que tomar banho. Sempre que ver um rodo no banheiro, seque o chão que você ajudou a molhar.
  15. Achei importante avisar, apesar de só ter visto uma vez (só no albergue de Orisson – nos Pirineus). Lá, em 2009 (pode ter mudado, não sei), você recebia uma ficha para usar a ducha. E com a ficha só tinha água por 5 minutos contados!  O bom é que, sendo o primeiro albergue que dormi, já aprendi a ser muito rápido no banho. Se você pretende ficar neste albergue, já esteja preparado (principalmente quem tem cabelo comprido e quer lava-lo! rs).
  16. Dica da Peregrina Claudia Gomes, do grupo Santiago de Compostela um Caminho de Sonhos (Facebook): alguns albergues não tem banheiro separado para homens e mulheres (mas tem duchas separadas, fechadas). Isso não representa um problema, mas é bom que estejam avisados para não serem pegos de surpresa!

 

Buen Camino!

Print Friendly, PDF & Email
Gostou do artigo? Compartilhe!

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Gostou deste artigo?
Mantenha-se atualizado!

Inscreva-se em nossa lista para receber novos artigos e novidades exclusivas para você!

Obrigado por inscrever-se!

Xiii... algo deu errado!