Caminho de Santiago: 8ª Etapa – Logroño a Nájera7 min read

Esteja preparado para andar bastante, pois nesta etapa você caminhará aproximadamente 29 quilômetros. Não se assuste, você consegue! Grande parte do trajeto é plano, o que o torna um pouco mais fácil. E saiba que o fim da etapa faz valer cada quilômetro percorrido, pois Nájera é uma pequena cidade muito bonita e acolhedora! Destes quilômetros todos, uma parte será dentro da cidade de Logroño, dentro de um parque, o que torna a peregrinação um pouco mais agradável.

Um conselho, que neste trecho do Caminho vale muito: saia bem cedo e cuidado com o tempo nas paradas. É bom evitar o sol forte, pois não encontrará muita sombra. Claro, se estiver nublado ou chovendo, este problema não existe. Mas mesmo assim tente sair cedo para poder passear um pouco em Nájera. Não irá se arrepender!

De Logroño a Navarrete

Vou usar o albergue municipal de Logroño como referência para as distâncias. Depois de caminhar por 700 metros, você vai chegar na Avenida de Burgos. Esta avenida parece não ter fim, mas você caminhará nela apenas 1,5 quilômetro. Saindo da Avenida de Burgos, encontrará uma pista de caminhada cerca de 1.200 metros depois. Esta pista de caminhada atravessará o Parque de la Grajera. Este parque é muito bonito e agradável para caminhar. Ver as pessoas caminhando ou correndo pela manhã é algo muito animador, principalmente porque muitos dão buenos dias ou falam um buen camino para os peregrinos.

Serão aproximadamente 2.200 metros até chegar ao lago do parque. Neste lugar é comum vermos alguns pescadores, dependendo da época do ano. A partir daí você vai contornar o lago até o fim do parque, cerca de 1.800 metros depois. Só aí já foram 7,4 quilômetros em terreno muito plano, com ambiente muito agradável, mesmo com chuva. Apesar de ter caminhado em um aclive desde a metade da Avenida de Burgos, provavelmente você não percebeu, pois subiu cerca de 63 metros em 7,5 quilômetros. Ou seja, menos de 1 centímetro por metro.

No km 7,2 tem uma fonte com água fresca. No km 7,8 começa a subida de um morro de mais ou menos 70 metros de altura. Do alto deste morro será uma descida até a entrada de Navarrete. Claro que, para não perder o costume, vai ter subida na entrada do pueblo. Navarrete, a 12,2 km de Logroño, é um lugar interessante. As ruas são todas em curva, pois o pueblo circunda o morro onde ele se situa. Você fará um semi-círculo da entrada até a saída. Este é um bom lugar para dar uma parada pois tem muitos bares, uma praça legal e fontes de água. Aproveite e conheça a Igreja da Assunção de Navarrete, uma linda igreja. Para os que decidirem pernoitar aqui, albergue é o que não falta.

Navarrete a Ventosa

A distância que separa estes dois lugares é de aproximadamente 6 quilômetros. O trajeto continua praticamente plano (ou subindo muito discretamente). A única exceção é uma pequena subida perto da entrada de Sotés, uma cidade que fica fora do Caminho, apesar de ter algumas indicações para lá. Aliás, fica bem fora do Caminho! Depois disto você encontrará uma grande descida que vai até a rodovia. O Caminho, a partir deste pronto, segue ao lado desta rodovia em uma pista de terra batida/areia. O sol não dará trégua até Nájera, pois quase não há lugares com sombra. Torça para estar nublado neste dia (e sem chuva, de preferência!).

No km 17,6 você encontrará a entrada para Ventosa. Inicialmente não existia esta entrada, pois Ventosa não ficava no traçado do Caminho de Santiago. Posteriormente os comerciantes deste pueblo começaram a colocar flechas amarelas para fazer com que os peregrinos passassem pelo vilarejo. Atualmente muitos guias estão considerando este lugar como parte do Caminho.

Seguindo em frente você “economiza” aproximadamente 1 quilômetro. Porém não terá lugares para parar, comer e descansar. Ou melhor, não haverá bares, pois tem um lugar mais para a frente específico para os peregrinos fazerem uma pausa. Se estiver levando seu lanche daria para arriscar ir direto, apesar que eu não aconselho.

Em Ventosa, apesar do quilômetro a mais que você anda, pode valer a pena, pois tem bares e albergue. Mas não recomendo pernoitar aí. Fique em Navarrete ou então Nájera, os dois tem mais estrutura. Ventosa é um lugar para descansar, comer e retomar o fôlego para prosseguir até Nájera, afinal, serão mais 10 quilômetros até o fim da etapa.

Ventosa a Nájera

Considerando que você foi por Ventosa, vai caminhar cerca de 1 quilômetro até encontrar novamente o outro trajeto, que não passa por este pueblo. Ao chegar no km 20,2 terá que cruzar mais um morro, o último do dia! A partir deste ponto o caminho se torna predominantemente uma descida, também quase imperceptível como a subida do começo da etapa, ainda em Logroño. Sempre é bom lembrar: quando eu falo que é plano ou predominantemente descida, tenha em mente que existirão pequenas ondulações, onde vai subir e descer um pouco.

Mais para a frente um pouco, no km 23,7, vai ter um morro à sua esquerda, com uma antena de celular no topo. Foi neste morro que aconteceu a batalha de Rolando (Roldán, em espanhol) com o Gigante de Nájera, que conto aqui no blog.  Um pouco mais adiante (km 24,3), você passará por um guardaviñas, pequena construção circular de pedra que servia de refúgio aos agricultores. Também era utilizado pelos “guardas de campo”, que vigiavam as colheitas. Neste ponto já poderá ver Nájera. Mas calma! Ainda falta pouco mais de 5 quilômetros!

Anúncio
Anúncio

Chegando em Nájera

Ao chegar no km 25,6 encontrará uma área de descanso feita para os peregrinos, onde tem um pouco de sombra. Se precisar recuperar as forças, este é um bom lugar para isto. Caminha, caminha, caminha e ruzará a carretera N-120 no km 26,6. Logo que cruzar encontrará à sua direita uma pequena chácara onde está escrito na parede “Peregrino: en Nájera, najerino”. Sinal de que o peregrino é muito bem recebido nesta cidade. Em seguida passará pelo ginásio de esportes de Nájera, no km 27,3. Já estará entrando na cidade, ufa! Falta um tanto ainda, mas já está perto do albergue! Em um quilômetro estará passando pela ponte sobre o Rio Najerilla, que separa a parte antiga da cidade. Na ponte terá uma vista muito bonita de Nájera. Como só faltam uns 300 a 400 metros para o albergue municipal, aconselho parar um pouco para aproveitar paisagem!

Dica(s)

Agora, uma dica! Em Nájera, na terceira vez que fiz o Caminho de Santiago eu reconheci um restaurante que tinha ido na última vez que estive na cidade. Porém eu não sabia se lembrava porque era bom ou porque era ruim. Resolvi arriscar. Ainda bem que arrisquei! Boa comida, tratamento excelente! Fui outra vez, no ano seguinte, e confirmei: era bom mesmo! Claro que estas coisas são impressões pessoais e as coisas podem mudar com o tempo, mas vou arriscar a indicação mesmo assim.

O nome do restaurante é Mesón “El Buen Yantar”. É bem fácil de chegar. Se você seguir a rua que é a continuação da ponte da entrada, vai encontrar um “centro vending” do lado direito. É um lugar cheio de máquinas de vendas (outra dica!). Bem em frente tem uma ruela que imagino ser exclusiva para pedestres, pois não acredito que um carro consiga passar. Siga por esta ruela até o fim e estará no restaurante. E, se você for ao restaurante, não deixe de colocar um comentário aqui em baixo dizendo se gostou ou não! 🙂

Buen Camino!

 

 

Print Friendly, PDF & Email
Gostou do artigo? Compartilhe!

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Gostou deste artigo?
Mantenha-se atualizado!

Inscreva-se em nossa lista para receber novos artigos e novidades exclusivas para você!

Obrigado por inscrever-se!

Xiii... algo deu errado!