Etapa 17 – Carrión de los Condes a Terradillos de los Templarios6 min read

A etapa entre Carrión de los Condes e Terradillo de los Templários não pode ser considerada difícil por causa do relevo. São outros fatores que podem deixá-la cansativa. Como na etapa anterior e nas próximas, o trajeto é todo praticamente plano, com poucos metros de desnível em alguns pontos. Porém, esta será um pouco mais dura devido à grande distância entre lugares e a monotonia do caminho. Depois de Carrión de los Condes serão quase 17 quilômetros até o próximo pueblo, Calzadilla de la Cueza.

De toda esta distância, boa parte será em uma reta sem fim. Sinceramente, não acho este trecho tão árduo assim. Mas o que pode torná-lo difícil é a antecipação de uma adversidade que na realidade não existe. Esplicando: outras pessoas comentam que é um pedaço muito penoso. Isso já nos deixa cansados antes mesmo de começar! Portanto, coloque na cabeça que é uma etapa como qualquer outra e tudo dará certo!

Carríon de los Condes a Calzadilla de la Cueza

Na saída de Carrión de los Condes serão apenas poucos metros dentro da cidade, até atravessar a ponte sobre o rio Carrión. Logo na sequência, você passará pelo Monastério de San Zoilo, que atualmente abriga um hotel. Depois do monastério você cruzará uma rodovia e, no quilômetro 1,9, a rodovia N-120, a mesma que nos acompanha há muito tempo. E um aviso que sempre é importante: cuidado ao cruzar as rodovias! 🙂

Fim do asfalto entre Carrion de los Condes e Calzadilla de la Cueza

Neste ponto acaba o asfalto e começa a estrada de terra.

Você passará por uma construção que um dia foi a Abadia de Bevivere. Neste ponto o caminho faz uma curva, e pouco mais de 600 metros adiante finalmente acabará o asfalto. Deste lugar em diante você caminhará por uma estrada romana (que foi “enterrada”), o que o impede de ter que andar nas pedras arredondadas. Um alívio para os pés! Deste ponto faltarão 11,4 quilômetros para o próximo pueblo, Calzadilla de la Cueza.

Finalmente um lugar para descansar

Mais 4.300 metros adiante, mais ou menos, há um ponto de descanso onde você poderá tirar um pouco as botas e comer algo. Antes deste espaço, 100 metros antes para ser mais exato, normalmente tem um trailer que serve comida para o peregrino na alta temporada (em geral a partir de meados de abril/maio). Este lugar fica praticamente na metade do trecho até Calzadilla de la Cueza.

Em 2013 um peregrino holandês aproveitou esta área de descanso para posicionar sua máquina fotográfica e deixá-la filmando os que passavam. Deve ter feito boas imagens, pois é uma área que fica um pouco abaixo da estrada, proporcionando um bom angulo para fotos e vídeos. Esta foi só uma pequena dica para quem gosta de fazer imagens da viagem. 🙂

Caminho próximo à área de descanso entre Terradillo de los Templarios e Calzadilla de la Cueza

Perto da área de descanso entre Terradillo de los Templarios e Calzadilla de la Cueza

Depois deste pequeno repouso a caminhada continua igualmente monótona e sem sombras até o próximo pueblo. A monotonia se dá pela paisagem e pelas retas sem fim. Por isso uma boa companhia para conversar pode ser uma boa pedida para este dia. Chegando ao pueblo recomendo dar mais uma (boa) descansada, pois serão mais 10 quilômetros até Terradillo de los Templarios.

Caminho chegando em Calzadilla de la Cueza

Chegando em Calzadilla de la Cueza

Calzadilla de la Cueza a Terradillo de los Templarios

Calzadilla de la Cueza é um pueblo bem pequeno. O guia Consumer diz que este lugar lembra um cenário western, e concordo com o guia! É comum peregrinos ficarem neste lugar, pois tem hostal, albergue e restaurante (tudo no mesmo lugar, inclusive!). Como você ainda deve ter fôlego, pois foram apenas 17 quilômetros, digo o seguinte: força e pés na estrada! Até a próxima localidade serão 6,2 quilômetros. Esta distância não é tão grande. Claro que também não é um trecho tão curto, se considerar que estará cansado, mas nesta altura do campeonato você já estará acostumado. Detalhe: se você parou por muito tempo antes, pegará muito sol forte (se o tempo estiver aberto, claro). Mesmo nos dias nublados o horário da manhã, antes das 11hs, é melhor para caminhar. Não deixe de considerar isto ao fazer as pausas.

Agora, adivinhe o que você vai encontrar pouco mais de 600 metros após a saída do povoado… A N-120, a carretera (rodovia) que nos acompanha desde muito longe! E vai continuar nos acompanhando. Nesta posição você vai caminhar ao lado dela até Lédigos. Claro que nada é tão simples assim… você vai ter uma subidinha antes, do km 20,1 ao 21,6, um desnível de aproximadamente 40 metros. Nada muito íngreme, apenas o cansaço poderá deixar esta subida um pouco mais árdua do que realmente é. Em seguida você desce novamente e logo chega em Lédigos, um pequeno pueblo cujo Caminho de Santiago passa ao lado.

Caminho ao lado da estrada, perto de Lédigos

Perto de Lédigos. Você pode passar reto ou cruzar a estrada para entrar no pueblo.

Lédigos a Terradillo de los Templarios

Lédigos é outra localidade que muitos escolhem como fim de etapa. Eu recomendo que você faça um pequeno esforço e caminhe mais 3,5 quilômetros para ir até Terradillo de los Templarios.. Considero importante deixar a etapa seguinte um pouco menor. Claro, isso depende de você, das suas escolhas, do seu Caminho e da sua condição física. Cada um tem o seu Caminho!

Deixando Lédigos você pode seguir ao lado da estrada ou pegar um “atalho”. Recomendo seguir as setas, não há muita diferença nas distâncias. Porém há um detalhe importante: seguindo ao lado da N-120 você passará em frente ao albergue Los Templarios.

Anúncio

O albergue Los Templários fica cerca de 500 metros antes do pueblo. Ou seja, fica um pouco isolado. É um albergue privado com boa estrutura e com restaurante. Eu gostei muito de lá quando fiquei na primeira vez, tanto que é onde costumo ficar. Descobri este albergue no meu primeiro caminho, pois não aguentava mais dar nenhum passo. Quando o avistei, pensei: “é aí mesmo!”. Passei uma ótima noite, quartos bons, chuveiro bom, ambiente bom. Não conheço os albergues do pueblo, se alguém quiser comentar sobre eles, agradeço!

Desta vez recomendo que descanse, mas descanse mesmo! A próxima etapa sugerida será bem mais longa que a de hoje! Mas o relevo vai ajudar bastante. Contarei no próximo artigo, aguarde!

Buen Camino!

 

Print Friendly, PDF & Email
Gostou do artigo? Compartilhe!
Anúncio

10 Comments

  1. esiopoeta 21 de maio de 2018 Reply
  2. Claudinei Ribeiro 26 de junho de 2018 Reply
    • Claudio Bittencourt Pacheco 27 de junho de 2018 Reply
  3. Aleide Boeing 9 de julho de 2018 Reply
    • Claudio Bittencourt Pacheco 10 de julho de 2018 Reply
  4. Adriana Hoch Fernandes 5 de agosto de 2018 Reply
    • Claudio Bittencourt Pacheco 5 de agosto de 2018 Reply
  5. Herman Stapf 26 de setembro de 2018 Reply
    • Claudio Bittencourt Pacheco 27 de setembro de 2018 Reply

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Gostou deste artigo?
Mantenha-se atualizado!

Inscreva-se em nossa lista para receber novos artigos e novidades exclusivas para você!

Obrigado por inscrever-se!

Xiii... algo deu errado!