Caminho de Santiago: 1ª Etapa – Saint-Jean-Pied-de-Port a Roncesvalles

Os guias sobre o Caminho de Santiago indicam como a primeira etapa do Caminho Francês o trecho entre Saint-Jean-Pied-de-Port, na França, até Roncesvalles, na Espanha. Esta é considerada uma das etapas mais duras do Caminho de Santiago. A travessia dos Pirineus exige muito do peregrino por ser extensa e pela grande variação de altitude. Por isso é importante ir com calma para não comprometer todo o Caminho já no primeiro dia, um erro muito comum entre os peregrinos.

Existem duas rotas para fazer esta travessia, sendo que a mais tradicional é a rota de Napoleão. Porém a rota de Valcarlos é sempre indicada (ou obrigatória) dependendo das condições climáticas. E é importante frisar: se avisarem que não é para ir pela montanha, não vá! O risco de acontecer algo muito ruim é grande.

A etapa dos Pirineus, como é conhecida, pode ser dividida em duas partes dependendo das condições físicas do peregrino, das condições meteorológicas e/ou do tempo disponível. Se o peregrino sair muito tarde de Saint-Jean-Pied-de-Port, é recomendado fazer a travessia dos Pirineus em duas partes.

Pela Rota de Napoleão

Também chamada de “rota pela montanha”, é o trajeto mais bonito, com uma vista maravilhosa (quando o clima permite).

Caminho de Santiago, atravessando os Pirineus pela Rota de Napoleão

Caminho de Santiago, atravessando os Pirineus pela Rota de Napoleão

Praticamente uma subida constante por cerca de 20km e mais aproximadamente 5km de descida bem íngreme. Há dois albergues neste trecho, em Hunto, km 5.5 e Orisson, pouco antes do km 8. O albergue de Orisson fica praticamente na metade da altitude total a ser vencida.

Orisson é também o último ponto de parada onde pode-se comprar algo para comer. Como fica um pouco depois de uma forte subida, é o lugar ideal para o peregrino descansar, comer algo e abastecer-se de água. A vista é incrível, mais um motivo para ficar alguns minutos neste lugar.

Muitos peregrinos passam a noite neste albergue, dividindo a etapa em duas. Ótima ideia para quem não está bem preparado fisicamente.  Porém deve-se reservar com antecedência, pois é comum lotar bem cedo.

Só fiquei ali uma vez, em 2009, e aviso: preste atenção nos horários! Quando falam que o café da manhã é às 7hs, é às 7hs, não a partir das 7hs! Ou seja, não se atrase, ou arrisca ficar sem café. Outra coisa que deve saber é sobre o banho. Se nada mudou desde 2009, você tem 5 minutos de água no banho. Ao pagar o albergue você ganha uma ficha. Esta ficha é para colocar em uma caixinha no banheiro, dentro da ducha, que libera a água por este tempo. Passou os cinco minutos não sai mais nenhuma gota!

Depois de Orisson, a subida continua por muitos quilômetros. Nos últimos cinco quilômetros da etapa a descida é bastante acentuada. É recomendável pegar o caminho por Ibañeta para evitar algum acidente. Isso aumenta o trajeto um pouco, mas é bem mais seguro.

Anúncio

Pela Rota de Valcarlos

Caminho de Santiago, atravessando os Pirineus pela Rota de Valcarlos

Caminho de Santiago, atravessando os Pirineus pela Rota de Valcarlos

É também considerada a rota de inverno. Alguns chamam-na de rota “pelo vale” ou “pelo asfalto”. Este último nome é porquê cerca de 2/3 do trecho até Roncesvalles é feito no acostamento da rodovia ou por estradas locais asfaltadas. Mas não se engane, a parte que é percorrida por trilhas não é das mais fáceis e tem muitas subidas pesadas, principalmente nos últimos quilômetros.

Poucos quilômetro depois de SJPP, o peregrino deve abandonar a rodovia principal e seguir por estradas locais. Alguns peregrinos não fazem isto para economizar alguns metros, mas é muito perigoso, pois a rodovia tem muitas curvas e pouca visibilidade. Neste pedaço do caminho há muitas subidas e descidas um pouco mais duras, onde algumas vezes você vê a rodovia principal bem abaixo de onde está, pouco depois desce até o nível dela e sobe novamente em seguida.

Complexo de Ventas, na fronteira

Por volta do Km 6,5, chega-se ao complexo de Ventas, na Espanha. Este complexo fica bem na fronteira entre a Espanha e a França. É uma excelente oportunidade para uma pausa em lugar climatizado e seco. Este lugar é excelente para tomar um café, comer algo, ir ao banheiro e também comprar alguma coisa no supermercado, pois há boa estrutura de comércio. Aliás, é um lugar onde só há comércio.

Saindo de Ventas, o peregrino chega a Arneguy, na França, no km 8. Há duas variantes no trecho até Valcarlos. Uma pela rodovia, e outra pelo lado francês, por uma estrada local (também asfaltada). Eu prefiro ir pelo lado francês, seguindo pela esquerda na indicação da bifurcação, por ser mais seguro e bonito.

Valcarlos, Espanha, no Caminho de Santiago

Valcarlos (Espanha) à noite, no Caminho de Santiago.

Anda-se mais 3 quilômetros e, no km 11, está o povoado de Valcarlos. É outro ponto de parada, o último antes de Roncesvalles. Nesta localidade deve-se abastecer o cantil, pois não serão encontradas fontes até o fim da etapa. E a partir deste ponto as coisas ficam um pouco mais difíceis. É depois desta cidade que começa a subida de verdadade. Em Valcarlos tem um ótimo albergue público, mercado, restaurantes e farmácia. Muita gente prefere pernoitar neste albergue para terminar a etapa no outro dia, pois, como já disse, depois daqui a subida fica cada vez mais pesada.

Roncesvalles (Orreaga)

Em Roncesvalles procure o albergue, se instale, tome seu banho e em seguida procure o lugar para jantar. Eu gosto muito de jantar na pousada La Posada de Roncesvalles, mas precisa reservar seu lugar. Para reservar é necessário ir até o bar da pousada, que fica na “saída” do pueblo. Deve pagar adiantado e recebe um voucher para o menu peregrino. Dependendo do horário que chegar em Roncesvalles, pode fazer um lanche lá, pedindo um bocadillo e tomar uma taça de vinho. No frio eles acendem a lareira e fica bem aconchegante. Peça para jantar às 19:00hs, pois tem a opção de jantar às 20:00hs, quando tem muita gente.

Tem também a opção de jantar no albergue, cozinhando ou comprando algo pronto nas máquinas automáticas. Neste dia eu prefiro ir até a pousada por estar normalmente bastante cansado, além de que no restaurante a gente pode sentar-se em uma grande mesa cheia de peregrinos, oportunidade imensa para fazer amigos!

Às 20:00hs tem a missa dos peregrinos. Se informe no albergue onde é a igreja e localize-a antes de qualquer coisa. Assim pode ir para lá com calma depois do jantar. Tendo tempo, visite a Real Colegiata. Vá também dar uma volta pelo pequeno pueblo. É muito pequeno, mas é interessante passar por “tudo”, principalmente se estiver no albergue antigo.

IMPORTANTE!

Não só nesta etapa, mas principalmente nesta por ser a primeira, aprenda a não ter pressa, principalmente na descida. Não aproveite para ir mais rápido. Isso pode fazer com que você machuque seu joelho e comprometa o resto da viagem.

Outra coisa que deve-se ter em mente é que as pausas são fundamentais. Sempre é bom dar uma parada para descansar e comer algo. São os 15 minutos que fazem toda diferença. Se possível, tire as botas e troque as meias por outras secas, ajuda a evitar bolhas. Recomendo fazer isto a cada 2 horas, ou 10 quilômetros, mais ou menos.

E lembre-se: água, muita água! Sempre beba água, não esqueça de beber água. Repetindo para você não esquecer! 🙂 E, portanto, sempre tenha água em mãos. Sempre tenha seu cantil abastecido. E quando encontrar uma fonte, certifique-se primeiro que tem água. Só depois jogue fora a água guardada e pegue água fresca.

Muitos peregrinos preferem iniciar o Caminho em Orreaga (Roncesvalles) para evitar a dura etapa dos Pirineus. Mas recomendo enfrenta-lo, mesmo que dividindo em duas partes. Vale a pena e você terá uma lembrança muito boa para sempre! Curta o Caminho, principalmente os Pirineus!

Buen Camino!

Print Friendly, PDF & Email
Gostou do artigo? Compartilhe!

7 Comments

  1. Solange Bruno Ruiz 14 de dezembro de 2016 Reply
    • Claudio Bittencourt Pacheco 14 de dezembro de 2016 Reply
  2. Laura Macêdo 12 de março de 2017 Reply
    • Claudio Bittencourt Pacheco 12 de março de 2017 Reply
  3. Roberto Físico 24 de abril de 2017 Reply
    • Claudio Bittencourt Pacheco 24 de abril de 2017 Reply
  4. Giane Godoi 14 de julho de 2018 Reply

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Gostou deste artigo?
Mantenha-se atualizado!

Inscreva-se em nossa lista para receber novos artigos e novidades exclusivas para você!

Obrigado por inscrever-se!

Xiii... algo deu errado!